A actividade da Altri temimpactos sociais relevantes nas comunidades onde estão localizadas a floresta e as fábricas de pasta de papel. A empresa tem por objectivo estabelecer boas relações com os seus parceiros, com destaque para as comunidades locais.

Actividade florestal

Um primeiro impacto directo é no mercado de trabalho. A floresta gerida pela empresa está localizada no interior, onde o rendimento per capita é tradicionalmente inferior à média nacional. A utilização da mão-de-obra local e o pagamento de rendas aos proprietários florestais locais são duas áreas da intervenção social da empresa.

A actividade silvícola é prioritariamente contratada a empresas locais, desde que o seu desempenho cumpra os requisitos sociais e ambientais previamente definidos.

A Altri aderiu à certificação da gestão florestal, que exige que o planeamento e a execução das operações florestais incorporem resultados de avaliações de impacto social, através do estabelecimento de canais de consulta com as pessoas e os grupos directamente afectados pelas operações florestais.

Com o objectivo de se identificar as comunidades e grupos afectados pelas operações florestais da Altri, são periodicamente realizados trabalhos, com metodologias participativas, que proporcionam um envolvimento eficaz das partes interessadas no processo de desenvolvimento sustentável.

Periodicamente realizam-se projectos junto de núcleos populacionais com vista à identificação de pontos positivos e negativos da actuação florestal da Altri, sendo elaborado um conjunto de medidas prioritárias desejadas pelas populações.

Actividade fabril

Em parceria com diversas instituições locais, são desenvolvidas e apoiadas iniciativas e actividades essenciais para a criação de relacionamentos relevantes com a comunidade local.

Através de donativos e de apoio logístico, a empresa procura identificar projectos com mérito e com impacto significativo na qualidade de vida das populações. Neste domínio, destacam-se algumas iniciativas junto de associações culturais e desportivas, escolas e centros de saúde:

  • Tratamento em ETAR própria de efluentes dos núcleos urbanos envolventes às fábricas, nomeadamente de Constância e Leirosa
  • Projectos de recuperação paisagística e de ecossistemas importantes, destacando-se o protocolo celebrado com o Instituto do Mar da Universidade de Coimbra para trabalhos de recuperação do meio dunar da Leirosa
  • Colaboração com os serviços municipais de Protecção Civil na preparação e implementação do Plano de Emergência Externo
  • Protocolo com os Bombeiros Voluntários, que visa a utilização do campo de treinos na preparação de equipas de emergência
  • Aquisição de equipamento desportivo para a Associação Cultural Recreativa e de melhoramentos de Silveirinha Grande e Claras
  • Patrocínio do Quadro de Honra com atribuição de prémios para os melhores alunos do ano lectivo 2005/2006 do agrupamento de Escolas do Paião
  • Renovação e apetrechamento da sala do jardim-de-infância da Serra da Boa Viagem
  • Apoio à III Semana da Saúde, organizada pela Junta de Freguesia de S. Julião da Figueira da Foz

© 2017 Altri

Entregue pela Investis - link para o site (Abre em uma nova janela)